A Fundação Amadeu Dias

 

2002-2005

A Fundação Amadeu Dias foi instituída em 2002 por Amadeu Dias e pela sociedade Alfradias – Sociedade Imobiliária e Turística, S.A., da qual Amadeu Dias era o principal acionista.

Nasce por vontade do seu fundador e pretende representar um trabalho que preste tributo aos Princípios dos Direitos Humanos e do Progresso e Desenvolvimento da Humanidade.

A Fundação Amadeu Dias, fruto da valorização dos seus ativos, pretende perpetuar as raízes empresariais do seu fundador, desenvolvendo ações que contribuam de forma inovadora para a modernização da Economia, pelo fomento da iniciativa e gestão empresarial, para o desenvolvimento da Ciência e divulgação da Cultura, nunca deixando de estar atenta às questões sociais, promovendo realizações de Solidariedade Social, apoiando entidades com fins Humanitários.

A Fundação Amadeu Dias foi reconhecida oficialmente pela portaria nº 1333/2004 (2ª Série), publicada no Diário da República, nº 299, de 23 de dezembro de 2004, e declarada de Utilidade Pública por Despacho nº 797/2013 de 26.12.2012, publicado do Diário da República (2ª Série) nº 10, em 15 de janeiro de 2013.
A Fundação exerce profícua atividade desde 2005, ano em que patrocinou a criação de uma oficina de Carpintaria na CerciPóvoa- Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados, em Vila Franca de Xira, tendo custeado integralmente nos anos seguintes o salário do monitor do ofício de carpintaria dessa instituição.

2008-2014

Em 2008 inicia um Protocolo com a Universidade de Lisboa com a criação de Bolsas de Incentivo à Investigação para estudantes universitários do 1º ciclo, protocolo que se prolongou até 2014, tendo patrocinado um total de 222 bolsas.

Em 2010, no âmbito do curso de Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica e Biofísica da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, proporcionou a treze estudantes estágios curriculares no estrangeiro, com a duração de 3 meses, em universidades como Harvard, Virgínia, Toronto, Cambridge, Imperial College e Amesterdão.
Financiou também em 2008 o restauro integral do piano Petrof, propriedade da reitoria da Universidade de Lisboa.

Em 2009 numa fase de grande dificuldade para os estudantes Universitários, e no sentido de evitar o seu abandono escolar, apoia o “Programa Universidade de Lisboa Consciência Social”, que manteve até ao ano de 2014.

Aquando das comemorações do Centenário da Universidade de Lisboa (2011) financiou atividades de promoção científica e cultural da Universidade através de publicações, conferencias e palestras.
Paralelamente foi colaborando com outras instituições de que é exemplo a Universidade Nova de Lisboa com quem desenvolveu o estudo “Fatores de Risco para a Doença Aterosclerótica” realizado pelo Departamento de Farmacologia da Faculdade de Ciências Médicas (2011) e o projeto de investigação clínica “Resposta Humoral contra as HDL na Doença de Alzheimer” efetuado pelo CEDOC – Centro de Doenças Crónicas da mesma Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Lisboa (2013).
Com o NIFIP – Núcleo de Investigação em Finanças Públicas e Política Monetária da Faculdade de Economia da Universidade do Porto deu apoio financeiro à realização de conferencias internacionais, nomeadamente a 3ª Conferencia Anual sob o tema “Macroeconomic Policy in Times of Crisis” (2014) e a 4ª Conferencia Anual sob o tema “The Long and Tortuous Path of the Euro crisis: Institucional Innovations and Monetary Policy” (2015).

2015 – 2018

Em 2015 estabelece um Protocolo com a Universidade do Porto no âmbito da Inovação e do Empreendedorismo, que se mantem atualmente.

Deste Protocolo com a U. Porto constam o patrocínio de programas como o “Fellowship FAD para provas de Conceito” que se dirige a apoiar projetos de I&D desenvolvidos na Universidade do Porto que demonstrem maior potencial de mercado, o programa “Transferência de Tecnologias da Universidade do Porto”, que tem por finalidade apoiar a aceleração de tecnologias desenvolvidas por estudantes da U. Porto com base no BIP- Business Ignition Programme, gerido pela Universidade do Porto Inovação, o programa “Blue Young Talent”, que tem como objetivo proporcionar aos melhores estudantes do 1º Ciclo da Universidade do Porto uma formação pré-graduada em ambiente cientifico, tendo sido integrados em 2016/2017 numa equipa do CIIMAR – Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da U. Porto, nas áreas da biotecnologia marinha, alterações globais e serviços de ecossistemas, aquacultura e nutrição, e o programa IJUP( Investigação Jovem da Universidade do Porto)-Empresas, programa dirigido aos estudantes do 1º e 2º Ciclos da U. Porto, tendo como objetivo o seu envolvimento em projetos de investigação cientifica de diferentes áreas do conhecimento, e de diferentes unidades orgânicas e departamentos da Universidade do Porto.

Patrocina igualmente a organização da “StartUP Fest”, evento anual de divulgação e promoção do empreendedorismo dirigida à comunidade estudantil da U. Porto, e a toda a comunidade científica e empresarial em geral.

Dá ainda apoio à “Gala da Inovação” da Universidade do Porto, evento anual que visa estreitar as relações entre o mundo académico e empresarial, celebrando em simultâneo os sucessos da U. Porto nas diferentes áreas da Inovação: Social, Artística e Tecnológica. O caráter diferenciador desta Gala evidencia-se também pelo cariz social do evento, em que as receitas obtidas revertem a favor do Fundo de Ação Social da Universidade do Porto.

Com a Universidade do Porto estabelece em 2017 através de adenda ao Acordo de Cooperação apoio para aquisição de um veículo de passageiros adaptado ao transporte de alunos universitários com deficiência.

Em 2016 deu apoio a um projeto de cariz social de âmbito desportivo, cultural e educativo para jovens do Atlético Clube de Portugal.

Em 2017 assina acordo de cooperação com a SPECO- Sociedade Portuguesa de Ecologia, patrocinando o “Prémio de Doutoramento em Ecologia – Fundação Amadeu Dias”, com objetivo de incentivar e premiar teses de doutoramento em Ecologia de elevado valor científico desenvolvidas em território nacional, e que terá a sua segunda edição em 2018.

Já em 2018 concede apoio ao Centro Português de Geo-História e Pré-História para trabalho de investigação na área da Paleobotânica e Palinologia visando missões de campo para recolha de amostras de diversas jazidas fossilíferas localizadas na Bacia Lusitaniana, essencial para a preservação do nosso património científico.

Informação

1.Informação Institucional

Em cumprimentos dos deveres de transparência a Fundação Amadeu Dias disponibiliza a informação de natureza institucional, de acordo o disposto no artº 9º da Lei-Quadro das Fundações (LQF) alterada e republicada pela Lei nº 150/2015

2. Ato de Instituição e Reconhecimento

3. Estatutos

4. Estatuto de Utilidade Pública

5. Órgãos Sociais

6. Relatórios de Gestão

Relatório de Gestão e Contas, Parecer do Fiscal Único, Certificação Legal de Contas e Auditoria Anual Externa

7.Relatório de Atividades

8. Património Inicial

9. Montante de Apoios Obtidos

A Fundação Amadeu Dias é uma fundação privada de Utilidade Pública, não recebendo qualquer apoio financeiro por parte do Estado.

10. Histórico

Clique aqui para saber mais sobre a Fundação.

11. Colaboradores

A Fundação Amadeu Dias atualmente não tem colaboradores.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!